sábado, 16 de outubro de 2010

Cuidado por onde anda...

Em algumas cidades, quando se anda pelas calçadas, é normal precisar ter muito cuidado com os "campos minados", isto é, fezes deixadas pelos cachorros urbanos no caminho.

Mas pelas calçadas do bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, entretanto não se pode caminhar distraidamente, sobretudo os homens!

Algum infeliz deve ter achado graça que alguém fez, e a moda passou a se espalhar diante de vários prédios... e isto já deve estar lá já há bastante tempo, certamente décadas!

Estou falando daquilo que passei a chamar de "obstáculos escrotais". Sim, porque se você não se desviar ou saltar, pela altura desses objetos fincados no caminho dos transeuntes, o impacto será bem na região dos órgão genitais, e todo homem sabe o quanto dói uma pancada no saco escrotal.

O fato é que a gente tem que andar, ou correr, desviando disso.





Se a intenção era para amarrar/acorrentar bicicletas (e talvez cavalos?) para não serem roubados, os feitos de canos talvez servissem, mas os mini-obeliscos não...

Se a intenção era evitar que carros avancem e estacionem sobre a calçada, Paris já teve esse problema, mas a solução parisiense é muito mais "saudável", colocando pinos (mais altos que estes) junto às guias (ou meio-fios): isto impede a entrada dos carros, mas não atrapalha ao caminhar dos pedestres.

Se pensarmos positivamente, podemos usar esses "obstáculos escrotais" para treinarmos para as Olimpíadas de 2016 que será no Rio! Boa sorte! Mas cuidado! (rsrs)


Referência:

Este post está relacionado com outro, no blog Mesdre:

Um uiquendi com vocêish

2 comentários:

Carmem L Vilanova disse...

Carissimo amigo,
Estive aproveitando uns dias de ferias de minha filhota e deixei o meu blog meio no piloto automatico e somente hoje estou podendo agradecer tuas visitas tao queridas.
Pouco a pouco estou colocando a leitura em dia, afinal sao duas semanas de atrasos (risos).
Beijos, flores e muitos sorrisos!

Erika disse...

Meu deus. Então eu nunca posso morar no Rio. Destraída do jeito que sou vou acabar com muitos hematomas.